sábado, 12 de janeiro de 2008

BASTIDORES DA PRODUÇÃO EM RÁDIO

Gente, não é tarefa nada fácil produzir um programa de qualidade igual ao nosso. Pra começar, seguimos o caminho inicial realizado por qualquer jornalista no mundo: pesquisar, garimpar informações, apurar, entrevistar. Essa coleta de material demora dias e dias. No meu caso, noites e noites, pois sofro de insônia (risos).

É uma loucura. Tudo pode mudar a qualquer instante! Às vezes você fala “terminei, ufa”. Segundos depois acontecem outras coisas, você muda tudo de novo, voltando a etapa incial: apurar, pesquisar...

Como nós fazemos praticamente tudo ou quase tudo (produção, sonoplastia, edição, contatos, entrevistas, pesquisas, apuração, divulgação, empacotar brindes, manter contato com os ouvintes mega fofos e queridos) o jeito é virar o sábado – mesmo com toda produção pronta (sempre achamos isso, como já disse) – trabalhando no roteiro novamente.

E estamos aqui no computador on-line, eu e Rakky (cada uma em sua residência em pleno sábado de madrugada chuvosa aqui em São Paulo), apurando as últimas informações, dandos os últimos retoques, digamos: arrumando a gaveta das calcinhas. Ah! E jamais pense que radialistas deixam tudo pra última hora, pois na verdade as coisas acontecem na última hora ou pior: em cima da hora ou na hora 'h'!

Não é reclamação, só compartilhando e até mesmo pode servir de experiência para quem um dia pretende ingressar na carreira de radiojornalismo ou telejornalismo. É uma delicia produzir, colocar a mão na massa e quando ouvimos o resultado final de qualidade, nossa sem palavras para explicar isso! E fora a saudade que eu, Gisele, sinto da minha turma do curso de Radiojornalismo (produção e locução para rádio e tv).

Bom, o Ciclo de Produção em Rádio e TV é realizado em quatro processos, mas a criação está presente em todos e com mais ênfase na pré-produção. Começamos sempre com o planejamento, que é a elaboração e transformação de uma idéia em um conjunto de informações e músicas para a criação de um programa ou quadro.Confira:

01) Pré-produção = planejamento
02) Produção = execução
03) Pós-produção = finalização (edição/sonorização)
04) Desprodução = desmontagem

E claro, de acordo com o público-alvo, gênero (infantil, adulto, humorístico, noticiário, especiais, debates, talks shows, game shows, mesa-redonda), conteúdo exigido pela emissora, utilidade pública (mais usado em AM – mais conteúdo; FM - mais música e menos ‘falação’, se bem que hoje em dia os ouvintes de FM estão ficando mais exigentes e com a chegada da Rádio Digital a tendência é a busca de mais informações, além do próprio poder montar sua programação preferida).

O mais importante é o DIFERENCIAL! Fazer o óbvio, mas sempre com idéias que possam fazer o diferencial, nem precisa ser idéias novas, mas adicionar o ingrediente com ‘sacada’.

É realmente um megaaaa trabalho, mas na hora que a gente ouve o resultado final, ficamos orgulhosas e falamos "caramba fizemos mais um programa muito legal!".

Bom, o papo está ótimo, mas deixa eu voltar no processo da pós-produção do Mundo Rock de Calcinha número 15 que irá ao ar na próxima terça-feira, dia 15 de janeiro, às 23h, em nosso site: http://www.mundorockdecalcinha.com/ . Vai rolar: entrevista exclusiva com a banda canadense Kittie, Especial Lunachicks, muita música de bandas independentes brasileiras e também internacionais mega conhecidas como Heart e Paramore, dicas culturais, sorteios e muito mais! IMPERDÍVEL !!!!

Beijãoooo

7 comentários:

aninha disse...

to louca pra ouvir o programa novo :)

Jolliens disse...

EêêÊba amanhã tem! hehe

PQP! Vida de jornalista é foda!
Eu, indo para o 2º semestre.. :)
Um dia eu chego aí...

Adorei o termo: Arrumando a gaveta das calcinhas! aheuhaeh
BEijooo! ;)

Gisele Santos - Redação MRC disse...

aee aninha é hojee!!!

ahuahau legal jolliens, força na peruca e na calcinha muié, é uma profissão VICIANTEEEE!!!

beijoooocas

caroline abreu disse...

eu quero ser jornalista igual vocês, tenho 16 anos e vou resolver isso logo fazer a faculdade também viu adorei esse texto !

Gisele Santos - Redação MRC disse...

carol, como em toda profissão tem o lado bom e o ruim... e você já tem que se preparar, pois jornalista é quase igual médico NÃO TEM DIA E NEM HORÁRIO PRA NADA!!!

mas e´ma-ra-vi-lho-so tudo isso!!

beijocas

Euler Rios disse...

Muito bão a radio!

Achei uma radio que passa a musicas com vocal feminino, não tenho mais que ficar esperando a radio(plugfm) que ouço passar alguma enquanto trabalho.

A voz feminina realça qualquer melodia.

Parabens vcs que criam essa radio alternativa. Sucesso e que tragam bastante novidades neste ano 2008.

toca NO DOUBT!!!

Bjs a vcs calçolas e as ouvintes calcinhetes.

Euler Rios
Belo Horizonte - MG

Gisele Santos - Redação MRC disse...

Euler, que legal você ter gostado!!! Volte sempre e participe da comunidade no orkut viu !!! beijocasss