quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

MOVE OVER MOSTRA COMO IR ALÉM DOS SONHOS

Formada em meados de 2003, a banda de Bauru/SP Move Over vem conquistando importante espaço no cenário rock independente brasileiro, não só pelo profissionalismo, mas também por contar com a talentosa frontwoman Adriane Santana. Elis Regina, Janis Joplin, Alanis Morissette, Amy Lee, são algumas das influências femininas de diferentes gerações que, segundo Adriane, a fazem babar toda vez quando escuta seus discos. E ao ser questionada se o seu visual é inspirado na americana Avril Lavigne, até mesmo por ela ser parecida fisicamente com a cantora pop, Adriane responde um pouco desconfortável: “Essa semelhança é pura coincidência! Temos gostos parecidos, mas não me inspiro nela. Uso o que estou com vontade de usar no dia-a-dia”.

A vocalista, das longas madeixas ruivas, conta empolgada e orgulhosa que jamais esquecerá o dia quando foi elogiada pessoalmente pelo vocalista da banda Biquíni Cavadão: “Estávamos tocando em Rio Preto uma vez, aí o gerente do bar avisou que uma banda daria canja de uma ou duas músicas. Quando perguntei o nome da banda pra eu anunciar ao público, era Biquíni Cavadão. Antes da minha ficha cair, o vocalista da banda subiu no palco e disse 'em primeiro lugar, eu gostaria de falar que essa menina canta muito'. Nessa hora minha cara caiu no chão de vergonha! (risos) Foi demais! Dessa eu jamais vou esquecer!!". E realmente ele tem razão, pois Adriane é ótima cantora e grande prova disso é quando ela interpreta músicas do Led Zeppelin que não são tão fáceis, ainda mais pra uma mulher.

Principal compositora da banda Move Over, Adriane conta em suas letras alguns fatos e conflitos - sentimentos que naturalmente acontecem na vida dos adolescentes - amor, protesto, desilusão. A música "Sem regras", do CD de estréia “Ir além” (2006), tem pitada hardcore e fala sobre correr atrás dos nossos sonhos.

Por falar no CD de estréia, Adriane Santana (voz), Leandro Tenório (bateria e voz), Renato Bianchini (guitarra), Bruno Lucon (guitarra) e Rafael Gomes (baixo) se hospedaram em São Paulo, no ano retrasado, durante 17 dias, para a gravação desse disco produzido pelo experiente Jr. Lanne (Mamonas Assassinas). E Adriane abre o jogo dizendo que os pais dos integrantes bancaram o sonho da gravação do CD, mostrando a importância do apoio e confiança da família, diferente do que muita gente rotula como "filhinho de papai". “Na verdade, antes de ir pra Sampa, nós já tínhamos calculado quase exatamente o que íamos gastar. Abrimos a real pros nossos pais. Falamos da vontade de gravar nossas músicas, do nosso sonho de banda. Eles sempre nos apoiaram desde o início. E quem bancou a gravação do disco foram eles. Cada um ajudou como podia, tirando dinheiro da poupança, fazendo empréstimo. Foi muito suado, mas valeu a pena!”, disse a vocalista.

Nossos ouvidos gostam de variação de sons e a Move Over consegue fisgar a atenção por saber variar instrumentalmente faixa a faixa com rock, hardcore e pop, sem perder suas características originais e muito menos copiar alguém, mesmo que alguns cismem em comparar com Pitty e até mesmo a voz da vocalista com a de Sandy.

No site oficial da Move Over (http://www.moveover.com.br/) os internautas podem conferir a sempre recheada agenda de shows, últimas novidades, ouvir as músicas e também assistir aos vídeo-clipes. E no www.myspace.com/moveoverrock a banda disponibilizou duas músicas que farão parte do novo CD "A intensidade da intenção", ainda sem previsão de lançamento. Os nomes das novas canções são “Até onde vai" e "Pronta pra andar", essa última já tem vídeo-clipe veiculado em tevê e no YouTube.

Dica: Ouça Move Over no programa Mundo Rock de Calcinha (http://www.mundorockdecalcinha.com/).

6 comentários:

Leticia disse...

(y)

Mais uma mostrando quem é que manda.

antonia disse...

adorei a dica e já estou ouvindo as músicas da banda e essa mina tem atitutde hein

sou de fortaleza e sempre ouço o programa a minha prima tmb

cherooo

rodrigo fonseca disse...

mó gatinha

Gisele Santos - Redação MRC disse...

ahahah leite bruta!

que legal antonia de fortaleza, mega beijo pra você e toda sua galera !!!

rodrigo, ela é gata mesmo

valeu pelos comenta´riossss

Jolliens (Jude Case) disse...

Huiaaa nada a ver comparar com PItty, até mesmo porque ainda não tá pra tanto.
Mover Over é muito bom, fato!
A voz da vocalista faz lembrar um pouco a voz da Sandy, mas acreditem, isso não é uma coisa ruim!

Puxa vida! TENHO certeza que os pais dos integrantes da banda sentrião ainda muito mais orgulho dos filhos!
E serão recompensados pelo esforço.
BEijão!

Jolliens disse...

Fortaleza na área de novo! ;)